Anais dos Seminários de Redução, Minério de Ferro e Aglomeração


ISSN 2594-357X

Título

RELAÇÕES ENTRE COMPOSIÇÃO E MICROESTRUTURA E SUSCETIBILIDADE À DEGRADAÇÃO MECÂNICA DE PELOTAS QUEIMADAS DE MINÉRIO DE FERRO PARA REDUÇÃO DIRETA

RELATIONSHIPS BETWEEN COMPOSITION AND MICROSTRUCTURE AND SUSCEPTIBILITY TO MECHANICAL DEGRADATION OF BURNED DIRECT REDUCTION IRON ORE PELLETS

DOI

10.5151/2594-357X-27978

Downloads

Baixar Artigo 165 Downloads

Resumo

A suscetibilidade à degradação mecânica de pelotas de minério de ferro é diretamente influenciada tanto pela composição quanto pela sua estrutura. O trabalho analisou criticamente essas relações para pelotas queimadas para a redução direta, por meio de análises detalhadas com quatro tipos distintos de pelotas, que incluíram análises químicas e mineralógicas, medidas de porosidade e distribuição de tamanhos de poros por tomografias de raios X, distribuição de poros por região da pelota por meio de microscopia, da dureza, bem como de resistência à compressão, abrasão, bem como um novo método de avaliação da resistência à fragmentação por abrasão. O trabalho mostra que há, de fato, forte correlação entre a suscetibilidade à degradação e várias dessas características analisadas. Forte correlação foi observada entre a porosidade e o tamanho máximo de poros. Boa correspondência qualitativa foi observada entre o acabamento superficial e a resistência à compressão. Resultados de um novo teste proposto de suscetibilidade à fragmentação superficial sugerem que a porosidade total e a mineralogia exercem pouca influência nesse comportamento, enquanto as características superficiais, como o acabamento e a microdureza exercem uma influência direta nesse mecanismo.

 

Susceptibility to mechanical degradation of iron ore pellets is directly influenced by the composition and the structure. This job critically examined these relationships to four different types of burned pellets, for direct reduction, through detailed analysis, which included chemical and mineralogical analysis, porosity measurements, pore size distribution by X-ray tomography, pellet porosity area distribution by microscopy, hardness, compression resistance, abrasion, as well a new methodology for evaluating abrasion resistance fragmentation. This work shows that there is, indeed, a strong correlation between susceptibility to mechanical degradation and several of these characteristics analyzed. A strong correlation was observed between the porosity and the maximum pore size. Good qualitative correlation was observed between the surface characteristics and the compression resistance. Results of a new proposed test, from susceptibility to surface fragmentation, suggest that the total porosity and the mineralogy have little influence in this behavior, as the surface characteristics such as finish and hardness exert a direct influence on this mechanism.

Palavras-chave

Mineralogia, Porosidade, Degradação, Pelotas

Mineralogy, Porosity, Degradation, Pellets

Como citar

Cavalcanti, Pedro Porto Silva; Campos, Túlio Moreira; Rodrigues, Maciel Bianchi; Bailon, Ana Maria Guilherme; Tavares, Luís Marcelo Marques. RELAÇÕES ENTRE COMPOSIÇÃO E MICROESTRUTURA E SUSCETIBILIDADE À DEGRADAÇÃO MECÂNICA DE PELOTAS QUEIMADAS DE MINÉRIO DE FERRO PARA REDUÇÃO DIRETA , p. 548-559. In: 46º Seminário de Redução/ 17º Minério de Ferro/ 4º Aglomeração, Rio de Janeiro, 2016.
ISSN: 2594-357X , DOI 10.5151/2594-357X-27978