Anais do Enemet - Encontro Nacional de Estudantes de Engenharia Metalúrgica, de Materiais e de Minas


ISSN 2594-4711

Título

EFEITO DO TEMPO DE RECOZIMENTO NA RESISTÊNCIA À CORROSÃO DO AÇO INOXIDÁVEL DUPLEX UNS S32205

EFFECT OF ANNEALING TIME ON CORROSION RESISTANCE OF DUPLEX STAINLESS STEEL UNS S32205

DOI

10.5151/2594-4711-33386

Downloads

Baixar Artigo 3 Downloads

Resumo

O objetivo desse trabalho foi avaliar o efeito do tempo de recozimento na resistência à corrosão do aço inoxidável duplex UNS S32205 laminado a frio. Quando o aço duplex é submetido a deformações intensas, a austenita transforma-se parcialmente em martensita, elevando a resistência mecânica do aço. Já quando é feito o recozimento essa transformação é revertida, ou seja, a martensita se transforma em austenita. Porém, esses aços apresentam forte tendência à formação de fases secundárias quando expostos a determinadas temperaturas por certo intervalo de tempo, que levam à deterioração das propriedades mecânicas e corrosivas dos mesmos. O aço estudado foi submetido à laminação a frio até 60% de redução da espessura, e posteriormente recozido a 850°C, temperatura na qual a cinética de precipitação de fases é máxima, nos tempos de 300, 600, 1800 e 86400 segundos. Para a análise microestrutural foram utilizadas as técnicas de microscopia óptica, microscopia eletrônica de varredura e a difração de raios-X. A resistência à corrosão foi estudada por meio da técnica de impedância eletroquímica (EIE), utilizando solução de NaCl 3,5% à temperatura ambiente. O aumento do tempo de recozimento aumentou a precipitação das fases secundárias, o que leva ao aumento de regiões empobrecidas em Cr e Mo. Com o aumento do tempo de recozimento, essas regiões são parcialmente recuperadas pela difusão desses elementos, melhorando a resistência à corrosão.

 

The aim of this study was to evaluate the effect of the annealing time in the corrosion resistance of a cold-rolled UNS S32205 DSS. When duplex stainless steel is subjected to heavy deformations austenite partially transformed to martensite, increasing the strength of steel. After annealing this transformation is reversed, that is, the martensite is transformed into austenite. However, these steels have a strong tendency to form secondary phases when exposed to determined temperatures for an interval of time, that lead to deterioration of the mechanical and corrosive properties of them. The studied steel was cold-rolled up to 60% reduction in thickness, and then annealed at 850°C, temperature which the kinetics of secondary phases precipitation is maximum, for 300, 600, 1800 e 86400 seconds. For microstructural analysis was used optical and electron microscopy, and X-ray diffraction. The corrosion resistance was studied by electrochemical impedance technique, using 3,5% NaCl solution. The increase of annealing time increased precipitation of secondary phases which leads to formation of regions depleted in Cr and Mo. With the increase of annealing time, the depletion is partially recovered by the diffusion of these elements, improving the corrosion resistance.

Palavras-chave

Aço inoxidável duplex; Recozimento; Corrosão.

Duplex stainless steel; Annealing; Corrosion.

Como citar

Monteiro, Jéssica Caetano Fortes; Assumpção, Raphael França; Maria, Graziele Gianini Braga; Santos, Dagoberto Brandão; Sicupira, Dalila Chaves. EFEITO DO TEMPO DE RECOZIMENTO NA RESISTÊNCIA À CORROSÃO DO AÇO INOXIDÁVEL DUPLEX UNS S32205 , p. 53-62. In: 19° Encontro Nacional de Estudantes de Engenharia Metalúrgica, de Materiais e de Minas (ENEMET), São Paulo, 2019.
ISSN: 2594-4711 , DOI 10.5151/2594-4711-33386